Make your own free website on Tripod.com








misses do brasil miss misses do brasil miss misses do brasil

Brasileiras no Miss Mundo














Home | Ranking Miss Brasil 1954-2008 | História | Miss Brasil 2002 Taiza Thomsen | Miss Brasil 2003 Gislaine Ferreira | Miss Brasil 2004 Fabiane Niclotti | Miss Brasil 2005 Carina Beduschi | Miss Brasil 2006 Rafaela Zanella | Miss Brasil Mundo 2006 | Beleza Brasil 2006 | Melhores de 2006 | Concursos 2006 | Natália Guimarães Miss Brasil 2007 | Enquetes | Missel@ne@ | A bela do dia | O belo do dia | Links | Miss Universo 2007 | Miss Rio de Janeiro 2008 . | Miss Brasil 2008 Natalia Anderle






Madalena Sbaraini no Miss Mundo 1977

No Brasil, o Miss Mundo nunca teve, nem de longe, mesmo no auge do Miss Brasil, a cobertura, apoio e popularidade do Miss Universo.
Historicamente, a participação do Brasil no Miss Mundo é pouco significativa, apesar da vitória de Lucia Petterle em 1971.
Em 47 anos de participação no Miss Mundo, o Brasil conseguiu destacar-se apenas 17 vezes em termos de resultados oficiais.
O Miss Mundo é, portanto, o concurso onde, em termos gerais, o Brasil tem o pior desempenho, o "patinho feio" na história brasileira nos concursos de beleza internacionais.

Uma trajetória de 48 anos

O Brasil começa a participar no Miss Mundo em 1958 com Sônia Maria Campos, de Pernambuco. Sônia estreou bem, conseguindo ser semifinalista.

Nos anos 60, enquanto o Brasil fazia sucesso no Miss Universo, conseguimos apenas duas semifinalistas e duas finalistas no Miss Mundo. Maria Edilene Torreão (60) e Vera Lúcia Maia (63) foram as semifinalistas. Em 1964, com Maria Isabel de Avelar no 4o. lugar, tivemos a nossa primeira finalista, posição obtida também por Marluce Rocha em 1966.

Aa opção dos organizadores do Miss Brasil pelo Miss Universo e o Miss Beleza Internacional fica evidente quando, a partir de 60, optam por enviar a "Miss Brasil no. 2" para o Miss Beleza Internacional e as 3as. colocadas para o Miss Mundo. Isto acontece entre 1960 e 1965.

Em 1966, o Miss Beleza Internacional não é realizado e a 2a. colocada, a bela Marluce Rocha, vai para Londres. Não deu outra: a matogrossense conseguiu o 4o. lugar.

Talvez em função da vitória de Maria da Glória Carvalho no Miss Beleza Internacional em 1968, a opção de mandar a 3a. colocada para o Miss Mundo foi novamente retomada a partir de 1969.

Entre 1970 e 1972 as 2as.colocadas voltam a ser enviadas para o Miss Mundo bem como em 1977/1978 e de 1981 a 1983. Em 1984, há dois concursos e Adriana Alves de Oliveira, Miss Brasil/Universo 81 vence e segue para o Miss Mundo. Não por acaso, esta foi a penúltima vez que o Brasil ganhou destaque no Miss Mundo, um jejum de doze anos quebrado em 1996 com 3o lugar obtido por Anuska Prado.

Nos anos 70 e 80, o Brasil começava a perder destaque no Miss Universo, mas foi o melhor período de participação do país no Miss Mundo.
A década de 70 foi a que apresentou melhores resultados:
1970: Sonia Yara Guerra - finalista (mas sem chegar a top 5)
1971: Lucia Tavares Petterlle - Miss Mundo
1973: Florence Alvarenga (MG) - semifinalista
1974: Mariza Sommer (DF) - semifinalista
1977: Madalena Sbaraini- 4a.colocada, favoritíssima e a mais votada na bolsa de apostas de Londres em toda a história do Miss Mundo, considerado então o mais belo rosto.
1979: Lea Silva Dall'Acqua - finalista (mas sem chegar a top 5)

Nos anos 80, as classificações do Brasil foram um pouco menor que na década anterior, mas ainda assim obtendo bons destaques:
1981: Maristella Grazzia - 5o. lugar
1983: Catia Silveira Pedrosa - 3o. lugar
1984: Adriana Alves de Oliveira - finalista (sem chegar a Top 3... as demais classificações não foram anunciadas)
1985: Leila Rosana Leal Bittencourt - semifinalista

Em meados dos 80´s o Brasil interrompeu sua melhor fase no Miss Mundo, até que em 1996, Anuska Prado chegou em 3o. lugar. Em 1998, Adriana Reis, eleita Miss Fotogenia, foi semifinalista. Desde então, apesar de algumas representantes que figurararam entre as favoritas, o Brasil só chega novamente às finais com Jane Borges, Miss Brasil Mundo 2006, eleita Rainha das Américas.

É interessante constatar que o fraco desempenho do Brasil no Miss Universo, Miss Mundo e Miss Beleza Internacional (ao menos em termos de resultados oficiais), só foi atenuado pela participação de Anuska Prado em 1996. Esta foi a melhor posição que o país alcançou nesses concursos desde o ... 3o. lugar de Cátia Pedrosa em 1983, também no Miss Mundo.
Enfim, nos últimos 24 anos, o melhor que o Brasil conseguiu nesses três concursos internacionais foram estes dois 3os. lugares no Miss Mundo e a presença de Jane Borges, Miss Brasil Mundo 2006, entre as finalistas de 2006.

Para muitos, o Miss Mundo é hoje o mais importante concurso de beleza do mundo, em quantidade e qualidade de candidatas, além de privilegiar um lado muito mais "fashion" do que o Miss Universo. No mínimo, hoje realmente o Miss Mundo divide a hegemonia dos concursos com o Miss Universo. Ambos, com ênfases distintas e atendendo a geopolíticas com olho no mercado, procuram mulheres que sejam algo além de belas.
Isto significa cosmopolitismo, capital informacional, profissionalismo e desenvoltura capazes de darem conta de um mundo globalizado.
 
 

Em 2006, a Miss Brasil Mundo foi eleita num concurso específico ( http://missbrasilmundo.com.br/ ) , separado da eleição do Miss Brasil Universo e Miss Brasil International (http://www.missbrasiloficial.com.br/ )
A vencedora foi a goiana Jane Borges, finalista no Miss Mundo 2006.
 
A experiência de um concurso exclusivamente para a escolha da representante brasileira no Miss Mundo já foi realizada anteriormente. Saiba um pouco mais a respeito.
 
Em 1981 e 1982 , já sob a coordenação do SBT, o Miss Brasil não indicou candidatas ao Miss Mundo, como ocorreu nos tempos dos Diários Associados, entre 1958 e 1980. Segundo as fontes de informações que dispomos, as duas representantes brasileiras em 1981 e 1982 foram indicadas:

1981 - Maristela Grazzia (São Paulo) – 5ª. colocada no Miss Mundo
1982 - Mônica Januzzi (Paraná) - não classificou-se no Miss Mundo

1983 – Rio de Janeiro - Cátia Silveira Pedrosa – 3º. lugar no Miss Mundo. Em 1982, tentou ser Miss Rio de Janeiro, ficando em 2º. Lugar. Pela primeira vez, o SBT realiza um concurso específico para o Miss Mundo.

1984 – Rio de Janeiro . Adriana Alves de Oliveira – Foi Miss Brasil Universo 1981 (no qual obteve o 4º. Lugar), venceu o Miss Brasil Mundo 1984 e foi finalista no Miss Mundo. É a única brasileira que participou desses dois concursos.
No Miss Brasil Mundo de 1984, realizado em 11 de outubro de 1984, Suzy Rego (Pernambuco) foi a 2ª. colocada, a mesma posição que obteve no Miss Brasil Univero, ocorrido em 2 de junho de 1984.
A 3ª. colocada foi Márcia Canavezes de Oliveira (Márcia Gabrielle ) que seria eleita Miss Brasil Universo 1985.
O concurso foi realizado em São Paulo.

1985 – Rio Grande do Sul . Leila Rosane Leal Bittencourt – semifinalista no Miss Mundo 1985. Venceu em 1986 o Miss Maja Internacional.
O concurso foi realizado em São Paulo.

1986 – Santa Catarina . Roberta Pereira da Silva (Não classificou-se no Miss Mundo)
O concurso foi realizado em São Paulo.

1987 – Pernambuco . Simone Augusto Costa da Silva. Representou Pernambuco no Miss Brasil 1985, sem obter classificação. (Não classificou-se no Miss Mundo)
Nesse ano, a 2ª. colocada foi Adriana Colin (SP) que obteve a mesma posição no Miss Brasil Universo em 1989. No Miss Brasil Beleza Internacional 1986, Adriana ficou em 3º. lugar, representando o Rio de Janeiro.
O concurso foi realizado em São Paulo.

1988 – Não houve representante brasileira

1989 – Não houve representante brasileira

1990 – Paraná . Carla Cristina Kwiatkowski (Não classificou-se no Miss Mundo)
A partir desse ano, a empresária Marlene Brito assume a franquia do Miss Mundo no Brasil.
Nesse ano, Leila Cristine Shuster, Miss Brasil Universo 1993, disputa o Miss Brasil Mundo, obtendo o 2º. Lugar. O concurso foi realizado em Brasília.

1991 – Rio Grande do Sul. Cátia Silene Kupssinski (Não classificou-se no Miss Mundo). O concurso foi realizado em São Paulo.

1992 - São Paulo . Priscila Maria Furlan (Não classificou-se no Miss Mundo). O concurso foi realizado em Alagoas. Priscila Furlan, nesse mesmo ano, foi eleita Miss América Latina.

1993 – Alagoas . Lylia Virna Menezes Soriano (Não classificou-se no Miss Mundo)
O concurso foi realizado em Alagoas.

1994 - Paraná. Walquiria Melnik Blicharski (Não classificou-se no Miss Mundo). O concurso foi realizado em Tocantins. A representante de São Paulo, Regilaine Bittencourt de Miranda, foi eleita Reina Internacional del Café 1995.

1995 – Paraná. Elessandra Cristina Dartora (Não classificou-se no Miss Mundo)
O concurso foi realizado em São Paulo. O concurso passa se denominar Miss Brasil World, sendo organizado pelo empresário Paulo Max, através da Paulo Max Empreendimentos Artísticos.. A representante do Rio Grande do Sul, Paula Denise Simon foi eleita Reina Mundial del Banano 1996.

1996 - Espírito Santo. Anuska Prado.
O concurso foi realizado no Rio Grande do Norte. Anuska obteve o 3º. lugar no Miss Mundo.

Em 1997 a franquia do Miss Mundo passa para a Gaeta Produções e Eventos. A representante brasileira volta a ser eleita juntamente com a Miss Brasil Universo, depois de 17 anos.

2001 - São Paulo. Joyce Aguiar, 2ª.colocada no Miss Brasil 2001, venceu o Miss Brasil Mundo, ocorrido em Recife no mesmo ano. A 3ª. colocada, Lara Brito, seria a representante brasileira em 2003.
 
2006 - Curitiba. Jane Borges, Miss Goiás no Miss Brasil 2004, é eleita Miss Brasil Mundo, representando a cidade de Goiânia.
 

Confira as brasileiras que estiveram no Miss Mundo (1958-1979)