Make your own free website on Tripod.com








misses do brasil miss misses do brasil miss misses do brasil

Miss Brasil 1994 Valéria Peris














Home | Ranking Miss Brasil 1954-2008 | História | Miss Brasil 2002 Taiza Thomsen | Miss Brasil 2003 Gislaine Ferreira | Miss Brasil 2004 Fabiane Niclotti | Miss Brasil 2005 Carina Beduschi | Miss Brasil 2006 Rafaela Zanella | Miss Brasil Mundo 2006 | Beleza Brasil 2006 | Melhores de 2006 | Concursos 2006 | Natália Guimarães Miss Brasil 2007 | Enquetes | Missel@ne@ | A bela do dia | O belo do dia | Links | Miss Universo 2007 | Miss Rio de Janeiro 2008 . | Miss Brasil 2008 Natalia Anderle





valeria13.jpg

1. Valéria, conte-nos um pouco sobre você antes de candidatar-se a Miss Brasil (família, sonhos, estudos, etc).

 Venho de uma família de descendência espanhola, do interior do estado de São Paulo, Conchal.

Aos 21 anos saí de Conchal para estudar na cidade de Campinas-SP, cursei educação física por 3 anos e foi aí que tudo começou!

A prefeitura da cidade de Campinas resolveu fazer o concurso Miss Campinas-94, o qual a tempos estava esquecido. E  foi aí que me viram e me chamaram insistentemente  para me candidatar. Recusei por várias vezes o convite!

Não sei dizer como tudo aconteceu. Quando vi, eu já estava recebendo a coroa de Miss Campinas e, a partir daí, minha vida deu 180 graus rapidamente.

Como Campinas a tempos não elegia uma Miss, após a eleição, a cidade ficou completamente voltada para mim, a Miss Campinas 94.

Era uma loucura, jornais, revistas, entrevistas, tv, prefeitura enfim, todos queriam promover algum encontro, festas, recepções...as cidades da região também prestavam suas homenagens da mesma forma.

Os colunistas de campinas  me analisavam todo o tempo... ela tem pernas de Cyd Charisse!

Fui eleita madrinha da orquestra municipal de campinas e recebi o título de cidadã campineira.



Como foi a sua trajetória como miss até o título de Miss Brasil 1994?

Fui eleita Miss Campinas em 26 de fevereiro de 1994 , Miss São Paulo em 23 de março de 1994, Miss Brasil em 12 de abril de 1994.

Pra chegar até o Miss Brasil foi muita correria, foi  um concurso atrás do outro, conciliados com festas e homenagens. Após o Miss Campinas, fui para o Miss São Paulo que aconteceu em São Roque. O Miss Brasil aconteceu no Rio de Janeiro

Você esperava chegar ao título de Miss Brasil 1994?

 Eu não esperava os títulos de Miss Campinas, São Paulo, Brasil  e nem Nuestra Belleza Internacional. Em meio a tantas mulheres bonitas era sempre difícil imaginar quem seria a vencedora.

Tudo isso que aconteceu na minha vida vejo como um presente de Deus, um merecimento Divino. A impressão que tenho até hoje é que fechei meus olhos e, quando os abri todo meu ser estava iluminado no exato momento que fui consagrada Miss Brasil 1994.

Tudo isso na minha vida tinha que acontecer!

E uma coisa muito interessante é que, desde que nasci, minha irmã Vânia, 10 anos mais velha que eu, sempre me chamou de Miss Brasil!



Como foi a sua preparação para o Miss Universo?

No dia 18 de abril de 1994 eu já estava embarcando pra as Filipinas para participar do Miss Universo que se realizaria em 21 de maio.

Tive pouquíssimos dias para me preparar para o Miss Universo.

Osmel Sousa, organizador do Miss Venezuela queria que eu fosse pra lá para me preparar melhor, mas foi impossível. Na viagem tive a companhia de um irmão.

E a sua participação no Miss Universo, nas Filipinas? ( Comente-nos um pouco sobre as suas impressões gerais sobre o concurso, o país, as candidatas, as preliminares, os resultado, etc).

Participar do Miss Universo foi maravilhoso. Acho que todas as mulheres gostariam de passar por tudo que passei.

O concurso é de uma organização inigualável, tudo é muito bem estudado, cronometrado e  ensaiado com perfeição. É um show como participante que fui e como espectadora que hoje sou.

Não existe parada antes de acontecer o concurso. Me lembro que quando desembarquei no aeroporto de Manilla, me separaram do meu irmão imediatamente, me levaram para o hotel onde todas as misses ficariam hospedadas e na seqüência fui para um ensaio fotográfico, e depois experimentar maiôs, trajes de gala, sapatos. Enfim foram os  dias que antecederam ao dia do concurso, conciliando com longos ensaios, viagens, gravações  e festas que aconteciam todas as noites. As pessoas pensam que participar do miss Universo  são só flores mas, na realidade, é um teste de sobrevivência em meio a stress, sono, cansaço, ansiedade, correria, cuidados com a beleza e receptividade para com as pessoas. Participei de tudo com  muita garra , disposição e prazer pra representar com orgulho meu País. 

Fiz muitas amizades por lá, me lembro com detalhes do rosto das 78 misses que participavam comigo e até hoje me comunico com algumas delas.

É muito interessante conhecer um pouco da cultura de cada país e fazer uma analogia com o perfil de suas candidatas. Vendo hoje os concursos de Miss Universo, percebo e relaciono com facilidade características marcantes de cada uma em relação ao seu País.

Houve dois episódios tristes durante os dias que nos preparávamos  para o evento final. Eu e mais 25 misses contraímos uma espécie de cólera, já que estávamos suscetíveis a vírus que são inexistentes em nossos países de origem. Tive uma grave febre de 42 graus que quase me levou a uma convulsão. No dia do concurso, houve uma tentativa de ataque terrorista nos camarins das misses. Devido à grande pobreza que o povo filipino vivia, houve uma revolta em relação aos gastos do País no concurso, o que levou um homem a distribuir bombas por toda parte. Felizmente uma delas estourou antes da hora, atingindo o terrorista e impedindo que as outras bombas viessem a estourar.

Eu nunca esperava que a candidata da Índia levasse o título de Miss Universo. Haviam mulheres belíssimas e mais interessantes que ela.

Manilla, que parou com o concurso, segundo os jornais diários já tinha eleito suas  preferidas: Austrália, Brasil, Espanha, Bélgica, Filipinas, Venezuela, Colômbia,Tailândia e México.

Um acontecimento muito curioso aconteceu dois dias antes  do concurso. Dois videntes de Manilla estavam prevendo que a Miss Brasil iria ganhar o concurso. Todos queriam chegar perto de mim, me entrevistar, colocar as mãos em mim. Tinham uns que choravam ao me ver e que me entregavam e mandavam presentes! Foi emocionante!

 

 

Depois do Miss Universo, você representou o Brasil no concurso Nuestra Belleza Internacional, realizado em Miami, no qual foi a vencedora. Como foi essa experiência? Até que ponto a experiência no Miss Universo ajudou-a no Nuestra Belleza Internacional? 

Esse concurso foi um divisor de águas na minha vida.

Concorri com fortíssimas candidatas de toda América e fui a primeira brasileira a levar esse título. E o mais interessante é que Osmel Souza vibrava verdadeiramente com a minha vitória, mesmo obtendo o segundo lugar com sua candidata.

Osmel é um grande amigo. Participamos juntos várias vezes como jurados em diversos países.

Na verdade, minha experiência diz que  uma miss tem que se preparar muito antes de participar do miss universo.

Aprendi muito com o Miss Universo, o que me levou a participar do Nuestra Belleza  com muito mais segurança e confiança.

Fui muito bem recebida e acolhida pela rede Univision em Miami( que pertence à Televisa-Mexico) e que promoveu o concurso. Durante o ano de 1995 viajei pra diversos países representando o Nuestra Belleza, conciliando com um programa de aventuras semanal que ia ao ar pela Univision.

Fiz uma participação especial em uma novela mexicana também em 1995.


 Como foi o seu reinado como Miss Brasil e Nuestra Belleza Internacional?

Depois do título de Nuestra Belezza minha vida ficou uma loucura. Tinha compromissos no Brasil como Miss Brasil e no exterior como Nuestra Belleza.

No Brasil, passei por diversos júris de misses, apresentações de concursos e toda uma agenda habitual de uma miss, entrevistas, visitas, desfiles, etc

Esse título de Nuestra Belleza fez um grande diferencial. Geralmente, na minha época, as misses tinham somente o seu ano de glória, vinha outra miss e a história começava novamente. Comigo foi diferente, desfrutei 3 anos intensos do meu reinado e só terminou qdo resolvi recomeçar meus estudos. Hoje sou Farmacêutica-Bioquímica e empresária do ramo de cosméticos.

Depois do auge dos concursos de miss no Brasil, ser miss neste país perdeu muito da "aura" que tinha até os anos 70. Alguma vez você sentiu algum tipo de preconceito como miss ou por ter sido miss?

Infelizmente o concurso de miss Brasil perdeu todo seu glamour durante um bom tempo, o que fez com que as pessoas parassem de valorizar as representantes da beleza brasileira.

Me sinto envaidecida ao falar que tudo isso começou a mudar depois da minha eleição.  Foi quando Paulo Max retomou a patente do concurso.

Fui a primeira miss Brasil eleita desta nova faze do concurso e não posso deixar de dizer que lutei muito para que o concurso tivesse a mesma imagem dos tempos áureos.

Sinto um carinho e um afeto muito grande por Boanerges Gaeta porque foi ele quem acreditou e apostou no ressurgimento do concurso e, como vemos hoje, o concurso só tem crescido.


O Miss Brasil vem obtendo maior repercussão nos últimos anos. Você acredita que essa tendência venha a se consolidar numa nova etapa para o concurso? Sim? Não Por que?

É claro que sim! Graças à garra da organização de Boanerges Gaeta o concurso de Miss Brasil irá crescer a cada ano, com representantes estaduais dignas do título.

Que elementos uma candidata a miss deve levar em conta para ser bem sucedida? O que uma miss deve sempre evitar?

Em primeiro lugar, não são todas as mulheres que se enquadram no perfil de Miss.

O título requer uma mulher sutil, com formas e curvas delicadas, elegante, charmosa na medida certa, sem toques fortes de modelo de passarela, segura, elegantemente comunicativa, inteligente, cativante e claro, com rosto de Miss!

Durante o concurso é importante não criar atritos com as outras candidatas, manter sempre bom humor e a estrutura emocional equilibrada e, o mais importante, não revelar seus maiores dotes, ou seja, não mostrar tudo nos ensaios!



E hoje? Você pode falar-nos um pouco sobre a sua vida pessoal e profissional depois do seu período como miss?

Quando resolvi voltar para o Brasil para recomeçar meus estudos não abandonei meu título.

Sempre consegui conciliar faculdade e carreira de uma forma harmoniosa.

Hoje faço muitos trabalhos em TV (entrevistas, comerciais) e participo em todo Brasil de júris de concursos de Misses.

Sou empresária no ramo de cosméticos e no próximo ano lançarei produtos com o meu nome também em cosméticos.

Sou uma pessoa realizada e muito feliz pelas oportunidades que a vida me deu e me dá, e continuará me dando!

valeria15.jpg

Valéria, nossos agradecimentos pela entrevista e todas as fotos enviadas.
Desejamos-lhe todo sucesso na vida pessoal e profissional!
















Página inicial das galerias de Valéria Peris